Katia Esteves

Agora já com as emoções menos afloradas, fiz questão de dar o meu depoimento sobre o Caminho da Luz.

Foram sete dias de total solidão, tive como companhia os pássaros que cantarolavam o tempo todo, as cigarras que entoavam seus mais altos agudos dando os avisos que são peculiares da natureza, (faz muito calor e isto poderá ser ainda mais quente). Pus minhas antenas de sobre aviso e sai para caminhar com os meus 11 quilos na mochila. Carregava a vaidade e materiais de trabalho. A temperatura era de 39 graus, tinha em mente diminuir o peso na minha próxima parada. E assim o fiz.

A beleza do Caminho da Luz é algo estonteante, minha visão era impossibilitada de ver o horizonte, pois as montanhas, pradarias tapavam o infinito e dava-me a tranqüilidade da qual eu tanto buscava.
Fui me envolvendo com a natureza, ficando atenta com o calor escaldante. Desfrutei das cachoeiras, adormeci nos braços das mangueiras, degustei das deliciosas bananas e mamão que encontrei no decorrer do caminho, pude ser acariciada por borboletas e beijada por mariposas que passeavam em seu total frescor das 16:00 horas.Houve momentos que as lágrimas faziam parte de meu ser, pois compreender tamanha magnitude é compreender DEUS.

Quando decidi fazer o caminho estava a procura da paz interior, buscava por respostas as minhas perguntas, e caminhar para mim há um significado muito grande, pois o silencio do silencio também há som. Quando percebi que estava literalmente só, cai em prantos, pois a dor maior é a do silencio. Tudo foi quebrado por uma ventania que chegara sem mais nem menos. Da mesma maneira que veio se foi.

Perguntaram-me se o Caminho da Luz é bonito realmente, se é difícil ou fácil etc...

O que posso responder é que se estamos entregue ao universo verdadeiramente sem julgamentos, com certeza qualquer caminho passa ser fácil, e lindo, pois os olhos da alma tudo é certo e perfeito.
Quero agradecer a Imaculada do Hotel Gran Palace de Carangola que me incentivou a não parar, ela tinha razão a beleza estonteante dali para frente era algo de embebedar com tanta maravilha. Meu muito obrigado pela sua generosidade.

Quero te agradecer Albino por ter ido ao hotel para dar apoio.

Quero também agradecer a todos os proprietários de hotel, pousadas e pensões, pelo carinho, pois sou vegetariana e isto foge um pouco do trivial, e todos eles se preocuparam em dar o seu melhor.

brigadododododo.

Obrigado a todos os cablocos (as) pelo sorriso, as garotadas que me acompanharam, as senhoras que me deram água, enfim... obrigado, obrigado....

Gostaria muito de agradecer há um peregrino que vim a conhecer em Caparaó. Pessoa da melhor qualidade, devo a êle a minha chegada no Pico da Bandeira, pois ali aprendi que é um passo de cada vez, que a ansiedade,a preguiça,a intolerância faz com que fiquemos mergulhados num mundinho de faz de conta.

Obrigado, mas muito obrigado Renato ( anjo do meu caminho).
Definir o que é o Caminho da Luz.

Estar em paz consigo mesmo, é acreditar que a 2892 metros de altitude eu fui beijada por DEUS, é poder tocar em um quati, e chorar de emoção, é agradecer pelo que sou, o que serei e o que posso continuar sendo ao meu próximo.

É receber do universo pessoas simples e maravilhosas, pegar um cristal e acreditar que ela é minha estrela guia, olhar para a imensidão e ver montanhas, montanhas,montanhas, e saber suspirar com tanta beleza...

É saber que DEUS repousa nesta Minas Gerais, no Caminho da Luz.

Luz, Paz e Amor Kátia Esteves - SP