Bebi da Água Santa na grota da rocha da montanha

Bebi da Água Santa na grota da rocha da montanha e nu banhei-me na cachoeira surpresa.
E a lavagem se fez de dentro pra fora e no caminhar nas trilhas mineiras, limpo minha mente.
Na harmonia com a mãe natureza, respeito meus limites e me compreendo por inteiro.
Assumo meus vícios e pecados na espera de um novo ser me tornar.
Aos amigos sinceros, abro meu coração e os que não sinceros são,
entendo as diferenças e tento a conquista.
Deito-me embaixo de árvore majestosa, oro e sonho mundo melhor.
Onde haja alegria no viver da partilha da comunhão dos povos.
Em que as diferenças sejam apenas mais um motivo de crescimento cultural.
E que a troca seja justa e todos vivamos na mais profunda harmonia.
Os pássaros revoam acima de mim em canto suave e profundo.
Lembram-me das coisas boas do mundo e me acordo descansado.
Olho de lado e lindas flores de todas as cores é o que vejo.
E desejo a mistura racial onde todos tenham vez e lugar.
Onde o projeto de vida simples é Amar, Amar e Amar.
E vivo e acordado sigo o Caminho Sagrado que me foi designado.
Agradecido pela bela senda , um presente do Pai.
E no subir da alta montanha elevo meu espírito na luz de um novo dia,
onde nada há para se perdoar e nem por perdão implorar.
É só descer e nova vida começar sem esquecer dos aprendizados passados.

Caco- Senda Luminosa -18/04/2011-